O teste de quatro dias úteis da semana de trabalho da Microsoft no Japão levou a melhorias na produtividade