A decisão do Facebook de permitir mentiras em anúncios políticos está voltando para assombrá-lo